Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro

Semana Mundial da Amamentação

Amamentar seu filho hoje traz saúde e benefícios para a vida inteira.

Assista ao filme da campanha

Dicas

Dar o peito é a forma mais natural de alimentar um bebê. As dicas a seguir
são para você se sentir segura e aproveitar essa fase da maternidade.

Mitos & Verdades

Nem tudo o que você ouve sobre amamentação é verdade. Confira!

Não existe leite fraco! O leite materno tem todas as substâncias e vitaminas, na quantidade certa que o bebê precisa para crescer e se desenvolver sadio. A amamentação é recomendada, até os dois anos ou mais. Nos primeiros seis meses dê somente leite materno.

O leite materno pode ser congelado no freezer ou congelador, por até 15 dias se for para uso do próprio filho e por até 10 dias se for para doação a um Banco de Leite Humano. Para descongelar, o leite deve ser mantido na geladeira ou em banho maria. Lembre-se que o leite descongelado não pode ser congelado novamente.

Mãe e bebê podem escolher a posição mais confortável para a amamentação. Não há uma única posição considerada correta. Existem várias posições que facilitam a amamentação como: posição tradicional, deitada, cavalinho e jogador de futebol.

A mãe com anemia pode amamentar, mas deve procurar um profissional de saúde para avaliar a necessidade de tratamento médico e/ou nutricional.

O tamanho do seio não determina a quantidade de leite produzido. O que aumenta a produção de leite é a quantidade de vezes que o bebê mama ou que a mama é esvaziada.

Amamentar o bebê logo após o nascimento reduz os riscos de mortalidade neonatal, aumenta as chances de uma amamentação bem-sucedida e ainda contribui para a recuperação da mulher após o parto.

Nem sempre que o bebê chora é fome. Pode ser cólica, frio, calor, fralda suja, ou pedido de carinho. Se ele cresce de acordo com a Caderneta da Criança e faz xixi 6 vezes ou mais por dia, está tudo bem. Sempre procure um profissional de saúde para acompanhar regularmente o crescimento e o desenvolvimento do seu filho.

Nos primeiros meses, o bebê ainda não tem um horário para mamar. Dê o peito sempre que ele demonstrar fome. Com o tempo, o horário se estabelecerá. O tempo de mamada varia – deixe o bebê esvaziar uma mama para depois colocá-lo na outra. Se ele não esvaziar em uma única mamada, na próxima ofereça a mama que ele estava por último.

O que aumenta a produção de leite materno é a quantidade de vezes que o bebê mama no peito ou o quanto a mãe esvazia suas mamas. Quanto mais o bebê mamar, mais leite você terá! Cerveja tem álcool e, por isso, não deve ser ingerida. Água inglesa é um medicamento, não deve ser utilizado sem recomendação médica. E canjica é uma delícia, mas não faz aumentar a produção de leite.

Profissionais da saúde

Veja as melhores práticas de incentivo ao aleitamento materno.

Material para download

Quer incentivar mais mães a amamentar?
Baixe os materiais da campanha e compartilhe!

#EuAmamento