Amamentação

O que é

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam que os bebês sejam amamentados pelo menos até os dois anos de idade ou mais, e que o leite materno seja o único alimento da criança até o sexto mês de vida. O leite tem tudo que o bebê precisa, inclusive a água.

Acontece que, na contramão da orientação, o leite materno vem perdendo força: o número de mães que de fato incluem o aleitamento na sua rotina está caindo, assim como o tempo de amamentação. Por isso, o Ministério da Saúde promove a campanha da Semana Mundial da Amamentação com foco no apoio e incentivo ao aleitamento. Neste ano, além de falar com as mães, a campanha também é direcionada aos pais, familiares, empresários, profissionais de saúde, juízes e formadores de opinião.

O objetivo é criar um ambiente saudável, estimular a cultura de apoio à mãe que amamenta e conscientizar a população sobre a importância da participação de todos. Afinal, ninguém pode amamentar pela mãe, mas todos podem amamentar junto com ela.

Portanto, se você é mãe, entenda que não existe prazo máximo para a amamentação: os benefícios são maiores se a criança mamar por mais tempo. As crianças amamentadas têm menos infecções como: diarreias, doenças respiratórias, otites e menos chance de ter, no futuro, doenças como obesidade e diabetes.

Se você convive com mãe que amamenta, incentive, apoie e ajude. A sua participação é muito importante para a saúde do bebê e da mãe.

Todos juntos pela amamentação.

Voltar para o topo