#CombateAedes

Disque saúde 136
Dengue e Chikungunya, o perigo aumentou, e a responsabilidade também

O mosquito da dengue agora também transmite a Febre de Chikungunya – doença que, semelhante à dengue, causa febre alta, dor de cabeça e dores musculares ainda mais fortes nas articulações. O que não muda é a forma de combater os criadouros do mosquito. Fique atento e faça a sua parte. Convoque sua família e vizinhos para esta luta. Não deixe nada que possa acumular água exposto ao tempo. O mosquito da dengue está mais perigoso. Mas, juntos, somos mais fortes do que ele.

O que é dengue?

Doença viral transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti. Na versão mais comum, provoca febre alta, dores musculares e nas articulações, fortes dores de cabeça – especialmente atrás dos olhos – náusea e vômitos. Esses sintomas costumam durar entre sete e dez dias. Na versão mais grave, o paciente pode apresentar hemorragias graves, perda de líquidos que podem levar ao choque e comprometimento grave de órgãos, podendo vir a falecer.

A dengue é mais comum durante o verão e dissemina-se especialmente nos países tropicais e subtropicais, onde o clima é favorável à proliferação do mosquito. Estima-se que de 50 a 100 milhões de pessoas sejam infectadas anualmente pela doença, em mais de 100 países.

Atualmente, existem quatro vírus que transmitem dengue no mundo. Todos circulam no Brasil.

O que é Chikungunya?

A Febre de Chikungunya é uma doença infecciosa também transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti (transmissor da dengue) e Aedes albopictus. Os pacientes infectados apresentam sintomas parecidos com os da dengue, porém as dores articulares provocadas pela Chikungunya são muito mais intensas. Tanto, que o nome da doença deriva de uma palavra africana que significa “aqueles que se dobram”, em referência à aparência encurvada adotada pelas pessoas infectadas, enquanto se contorcem de dor.

Os casos de mortes provocadas pela Febre de Chikungunya são raros, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), sendo menos frequentes que nos casos de dengue. E assim como na dengue, não existe uma vacina eficaz contra a Chikungunya. Por isso, a única maneira de evitá-la é combatendo o mosquito transmissor.

Sintomas

Dengue

Febre alta

Dores nos músculos e articulações

Dores de cabeça

Dor atrás dos olhos

Náuseas e vômito

Falta de apetite

Dengue com sinais de alarme

Dores fortes na barriga

Vômitos persistentes e acumulação de líquidos

Sangramento de mucosas (gengiva)

Queda de pressão postural

Aumento do fígado

Parâmetro laboratorial de queda de plaquetas e aumento de hematócrito

Dengue grave

Sintomas parecidos com os de dengue +

Sangramentos graves

Perda grave de líquidos e choque

Comprometimento grave de órgãos

Chikungunya

Sintomas parecidos com os de dengue +

Dores nas articulações, especialmente nos pés e mãos, geralmente simétricas e bilaterais

Se depois do diagnóstico de qualquer uma dessas doenças, você sentir fortes dores na barriga, vômitos ou ainda qualquer sinal de alarme, retorne imediatamente à unidade de saúde. Além disso, não tome nenhum remédio sem orientação médica.

Como prevenir

Materiais de Campanha

Faça o download do material de campanha e ajude-nos a divulgar.

Clique nos ícones abaixo:

Acesse também