Portal do Governo Brasileiro


O que é a Influenza (gripe)?

A influenza (gripe) é uma infecção aguda do sistema respiratório ocasionada pelo vírus influenza e que se espalha facilmente. Ela começa com febre, dor muscular e tosse seca e pode se apresentar uma forma grave. Existem três tipos de vírus influenza que circulam no Brasil: A, B e C. O tipo C causa apenas infecções respiratórias brandas, já os vírus influenza A e B são responsáveis por epidemias sazonais, sendo o vírus influenza A responsável pelas grandes pandemias A/H1N1pdm09 e A/H3N2. Por isso a vacinação é tão importante.

Saiba quem precisa se vacinar

A vacina contra a influenza (gripe) é segura e é a medida mais importante para evitar casos graves e mortes em decorrência da doença. As pessoas que estão nos grupos de risco precisam se vacinar, de preferência, antes do inverno chegar.

Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, o ideal é realizar a imunização antes do início da estação mais fria do ano, que começa em junho.

Pessoas que precisam se vacinar:

  • Pessoas com mais de 60 anos;
  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos;
  • Gestantes;
  • Mulheres no pós-parto (até 45 dias após o parto);
  • Profissionais de saúde;
  • Professores da rede pública e privada;
  • Pessoas com condições clínicas especiais;
  • Doentes crônicos;
  • População indígena;
  • População prisional, incluindo jovens de 12 a 21 anos cumprindo medidas socioeducativas;
  • Funcionários do sistema prisional.

A vacina contra a gripe ofertada no Sistema Único de Saúde (SUS) protege contra os três tipos de vírus influenza. Porém, para se vacinar é importante levar:

  • Caderneta de vacinação;
  • Documento de identificação;
  • Doentes crônicos precisam apresentar prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina;
  • Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir às unidades de saúde em que estão registrados para receberem a dose,  sem necessidade de prescrição médica;
  • Professores devem apresentar contracheque ou crachá.

A vacina contra a influenza (gripe) é a melhor e mais segura forma de se proteger contra a doença e suas complicações. Converse com sua família e amigos sobre a importância de se vacinar.

Sintomas e formas de se prevenir

Febre alta, dores musculares, dor de cabeça e dor de garganta são os principais sintomas da doença. A influenza (gripe), se não tratada a tempo, pode evoluir para pneumonia ou outras complicações, principalmente nas pessoas com mais de 60 anos, crianças menores de cinco anos, gestantes e doentes crônicos.

Outros sintomas e sinais:

  • Calafrios;
  • Mal-estar;
  • Cefaleia;
  • Mialgia;
  • Dor de garganta;
  • Dor nas juntas;
  • Prostração;
  • Secreção nasal excessiva;
  • Tosse seca;
  • Diarreia;
  • Vômito;
  • Fadiga;
  • Rouquidão;
  • Olhos avermelhados e lacrimejantes.

Para reduzir o risco de contrair ou transmitir doenças respiratórias, especialmente as de grande infectividade, como o vírus influenza, algumas medidas de prevenção podem ser adotadas, tais como:

  • Frequente higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
  • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

Mesmo pessoas vacinadas, ao apresentarem os sintomas da gripe, especialmente se são integrantes de grupos de risco, devem procurar imediatamente uma unidade de saúde.

O médico é quem vai avaliar a necessidade de prescrever alguma medicação ou tratamento.